yes, therapy helps!
Aceitação e satisfação emocional: 7 chaves para alcançá-los

Aceitação e satisfação emocional: 7 chaves para alcançá-los

Dezembro 3, 2022

Obviamente, aceitação e satisfação emocional não vêm do nada ; Eles exigem trabalho, esforço, boas intenções e a vontade de olhar para nós mesmos. O cumprimento emocional envolve ter nossos pensamentos em ordem, assim como nossas emoções.

  • Artigo relacionado: "11 hábitos para atingir a maturidade emocional"

Chaves para alcançar a satisfação emocional

Em seguida, veremos sete fatores que as pessoas emocionalmente plenas têm em comum:

1. Eles sabem dizer adeus

As pessoas Nós tendemos a ter medo de mudanças , para começar um novo estágio. É natural que tenhamos um sentimento de insegurança e medo e até de dor diante das perdas, mas estar preparado para passar por todas as etapas e por essa atitude, facilitará o alcance da meta de aceitação.


O primeiro passo é querer a mudança, e o segundo passo é estar disposto a dar o primeiro passo. Mudanças são necessárias, e tudo começa observando nossos pensamentos e emoções para selecionar aqueles que reivindicam interesse.

O mapa mental tem muitas dimensões e geralmente escolhemos apenas uma. Mas se mantivermos a mente aberta, isso nos permitirá ter acesso a uma ampla gama de possibilidades. A partir daí podemos escolher e nutrir o que mais nos beneficia e nos permite evoluir.

Sempre pensando no passado em vez do presente nos prejudica. Isso nos impede de nos libertar, nos separar e crescer. Y nos imerge no medo , em um abismo do qual me desespero que nos impedirá de melhorar.


As pessoas emocionalmente completas sabem que a vida é muito melhor se vivermos livremente, reparando nossas feridas emocionais e avançando a partir do presente.

2. Você pode olhar sem sofrimento para o seu passado emocional.

A dor é inevitável e necessária para evoluir em nossa jornada emocional mas o sofrimento é uma escolha. Martin Luther disse certa vez: "Não consigo impedir que os pássaros voem sobre minha cabeça, mas posso impedi-los de se aninhar na minha cabeça".

Pessoas emocionalmente completas sabem o quanto é importante viver no presente, continuar e aceitar o que aconteceu. Quando aprendemos com a nossa dor, avançamos e crescemos.

  • Artigo relacionado: "Plasticidade emocional: usando emoções para se adaptar aos desafios"

3. Estão cientes de seus pensamentos e sentimentos

Pessoas emocionalmente cheias estão cientes dos pensamentos e sentimentos pessoais e externos , foco do presente em soluções realistas, de cuidado, respeito, amor e paz interior.


Essa mentalidade lhes permite resolver os problemas da vida cotidiana de forma eficaz. Eles são mais resistentes , eles sabem que podem e vão cair, mas estão cientes de que eles se levantarão e se tornarão pessoas mais fortes e mais decisivas do aprendizado. Eles sabem que sairão da tempestade, mas mudaram. Eles determinam que mudanças construtivas e não destrutivas continuarão a fazer parte de si mesmas.

4. Eles param de reclamar

Eles transferem essa energia da reclamação para a busca da melhor maneira de começar a mudança ou aceitação.

A queixa pode nos jogar em salas escuras sem saída. Nós somos em grande parte o que pensamos e as pessoas emocionalmente cheias levam isso em conta. Eles sabem que, se tomarem um caminho e não derem os resultados esperados, pode não ser o certo naquele momento, então tomarão a decisão de deixar aquela zona de conforto e, da humildade, retificar e tomar o outro caminho que proporcionará resultados diferentes e provavelmente mais satisfatórios.

5. Eles podem ter empatia sem se deixar afetar pelas emoções dos outros

Eles têm a confiança para saber como direcionar suas emoções. Eles são fiéis aos seus atos e isso permite que eles mantenham uma compreensão mais ativa com suas próprias emoções e as dos outros. A partir do autoconhecimento e da aceitação, eles são mais tolerantes e otimizam o relacionamento consigo mesmos e com os outros.

Relacionamentos são a chave para o equilíbrio emocional , a qualidade de seus relacionamentos é o que possibilita que a vida seja mais plena, começando por si mesmo.

6. Eles não se culpam por falhar

Erros são a melhor maneira de aprender . O fracasso nos permite ser tolerantes e saber como corrigir ou reconhecer que outro caminho precisamos continuar. Pessoas maduras aceitam erros, é uma maneira de inovar.

Além disso, pessoas emocionalmente cheias eles não se culpam por seus limites em vez disso, aceite-os e trabalhe para melhorar. Não insista que as coisas sempre vão bem, cada recuo pode ser uma boa oportunidade para crescer. Reconhecer as emoções negativas que sentimos constitui um descanso repousante para a mente.

7. Abrindo-se emocionalmente

Manter a barreira emocional só dificulta as coisas. Por esse motivo, é muito importante abandonar o medo do compromisso e através do amor e da confiança em nós mesmos, identificaremos e administraremos melhor as dificuldades e viveremos mais plenamente os grandes resultados.

Conclusão

O medo é natural , é um mecanismo que tem o cérebro para enfrentar situações ameaçadoras, mas o importante é não nos permitir paralisar. É como a decisão de pular de pára-quedas; o primeiro passo é crucial, e uma vez que você está no avião prestes a dar o salto, a primeira vez quase sempre implora ao instrutor que é melhor jogar a toalha, mas o instrutor normalmente não "ouve" e dá aquele empurrão de modo que salta.

Plenitude emocional permite que você assuma o controle da vida a partir das decisões mais construtivas , desenvolva sua própria visão de mundo e se esforce para atingir os objetivos mais satisfatórios.

A chave é estar aberto a soluções e não a expectativas fechadas. A vida é muito paradoxal e depois da tempestade o sol sempre aparece, você só precisa estar aberto para essa nova luz que está por vir, talvez diferente das expectativas. E lembre-se, você é o criador da sua mente!


Palestra Paulo Vieira - O Poder da Ação (Dezembro 2022).


Artigos Relacionados